Miguel Xavier actua na Fundação Calouste Gulbenkian

Miguel Xavier actua na Fundação Calouste Gulbenkian

Miguel Xavier apresenta concerto com direcção cénica de Ricardo Pais, no próximo dia 20 de Julho, pelas 21h30, no Jardim de Verão da Fundação Calouste Gulbenkian.

Em tudo o que se disse e escreveu da qualidade intrinsecamente fadista de Miguel Xavier, de 23 anos, não tem sido abordado o projeto musical em que o Miguel Xavier se inscreve – o que surpreende nestes tempos de assalariamento volúvel e temporário. Aquilo que canta Miguel Xavier na sua extraordinária voz e na sua autenticidade deve-se muito ao desprendimento de ambição, respeito pelos vários passados do Fado, etc, mas sobretudo à Direção de Miguel Amaral e à sua qualidade de guitarrista e compositor. Características, aliás, comuns aos outros dois intérpretes (os Teixeiras), também eles, por sinal, compositores. Uma espécie de “família”, tão especial como o Norte do País, de onde provêm.

No Jardim, testaremos o efeito do tendencial hieratismo e performatividade de uma arte que associamos a espaços fechados ou pelo menos mais íntimos. Temos a enquadrar-nos uma paisagem toda nova e Som e Luz desenhados com inesperada elasticidade à medida desta nossa fantasia de sombras e de figurações, uma performatividade humildemente “outra”. A tradicional “cena” tende a delimitar espaços e horizontes. Nesta circunstância, a “direção cénica” assume o Jardim como um privilégio, ao limite infinitamente teatral. O próprio alinhamento musical é por aí que vai. Deixemos os olhos ouvir.